Da Apatia para o Zelo - O CAMINHO DA RESTAURAÇÃO

15/12/2014

Zac 4:1-14 - "Ora o anjo que falava comigo voltou, e me despertou, como a um homem que é despertado do seu sono; (2) e me perguntou: Que vês? Respondi: Olho, e eis uma Menorah toda de ouro, e uma fonte de azeite em cima, com sete lâmpadas, e há sete canudos que se unem às lâmpadas que estão em cima dele; (3) e junto a ele há duas oliveiras, uma à direita do vaso de azeite, e outra à sua esquerda... (11) ...Falei mais, e lhe perguntei: Que são estas duas oliveiras à direita e à esquerda do castiçal?(12) Segunda vez falei-lhe, perguntando: Que são aqueles dois ramos de oliveira, que estão junto aos dois tubos de ouro, e que vertem de si azeite dourado? (13) Ele me respondeu, dizendo: Não sabes o que é isso? E eu disse: Não, meu senhor. (14) Então ele disse: Estes são os dois ungidos, que assistem junto ao Senhor de toda a terra."

 

Tenho meditado nestes dias sobre nossa inconstância para com Deus, e as consequências decorrentes disto. Da letra "A" de APATIA, algo acontece e vamos nos Avivando, passando pela Bondade de Deus, a sua Compaixão, Decidimos que está na hora de voltar pra Deus, e então Esquecemos o que para trás fica e prosseguimos pela FÉ. Passamos por tantas coisas, e nos deparamos com a Misericórdia de Deus, a Unção do seu Espírito e nos vemos num momento lá... Onde deveríamos estar por toda a nossa vida... Lá na letra "Z" de ZELO, Zelo por Deus, por sua Presença, por tudo o que lhe diz respeito, e então.... BUM!!! Caímos de novo. Como é rápida a queda e como demorada é a restauração...

 

Lembro quando nos últimos anos, em poucos dias as Bolsas de Valores do Mundo quebraram e todos diziam que o que aconteceu naquele curto período gerariam consequências durantes anos para que voltassem àquela situação antes do abalo.

 

Depois de se acostumarem com o Cativeiro Babilônico (e depois Medo Persa), de se acostumarem com a língua dos caldeus, com a cultura da Babilônia... Depois de pendurarem os instrumentos musicais de tanta tristeza por estarem longe de sua terra e se acostumarem a isso... Um homem: Daniel, buscou a Deus de uma forma especial! A Vida deste homem é do tipo de vida que inspira e aviva a vida de qualquer pessoa. É como se na vida de Daniel, ele pessoalmente independente das circunstâncias, nunca tivesse se esfriado para com Deus. Durante décadas ele acumulou testemunhos, honras, livramentos, profecias e confrontos, até o momento mais especial de sua vida... já avançado em dias, Daniel, decide buscar a Deus de uma forma nunca antes experimentada... e a Resposta de Deus, não apenas responde as inquietudes de Daniel, mas, manifesta Libertação e Restauração para toda a nação de Israel, que agora pode voltar de seu cativeiro, para restaurar a Casa de Deus...

 

Pouco tempo depois... Estão em Jerusalém, Zorobabel descendente de David, Josua descendente de Zadoque, e com o coração grato  lançam os fundamentos para a reconstrução do Templo e reconstroem o Altar dos sacrifícios... O Povo se alegra a grita e se regozija e... para! Passado algum tempo, as pessoas acharam que era melhor reedificar as suas próprias casas, e depois quando estivessem confortáveis, reconstruiriam a Casa de Deus...

 

Não é assim, não desta forma! Primeiro é O Reino de Deus e sua Justiça depois... as demais coisas nos são acrescentadas.

 

Deus, então levanta no mesmo tempo dois profetas: Ageu, pra dizer que tudo o que eles faziam, estavam como que juntando num saco furado, porque lhes faltava ZÊLO! Precisavam de Avivamento, de Fogo de Deus de Paixão por Sua Presença de novo...

 

A Paixão é reacesa, O Templo (através de Zorobabel) é terminado, os Muros (através de Neemias), são levantados, a Torah (através de Esdras), é ensinada... e pouco tempo depois...,

Um Sumo Sacerdote chamado Jaddus abre as portas da cidade Santa e o Templo do Nosso Deus, (com medo de tudo ser destruído novamente) para Alexandre, O Grande, que depois de ter-se prostrado diante de deuses de muitas nações, com o objetivo de conquistá-las sem guerra, prostra-se diante deste Sacerdote, e anexa Israel, ao seu império...

A primeira destruição foi através da Guerra, a segunda através do poder político (da ameaça, da negociação, da intimidação, da dissimulação), o resultado foi que depois da morte de Alexandre, o seu império é divido através de seus generais, e no quinhão de Seleuco, se levanta Antíoco Epifânio, que proíbe o Culto ao nosso Deus, queima as Torás, proíbe a circuncisão, obriga os judeus ao culto de seus deuses detestáveis, põe uma estátua de Zeus, deus grego, dentro do Santo dos Santos, e faz com que o povo do Deus vivo, sacrifique porcos neste culto às trevas.

Por fim as paredes da Casa de Deus estavam sujas com fezes de porcos, e parece que estamos pra lá da apatia... parace que não há qualquer esperança para o povo de Deus...

 

Então, entre os descendentes de Tzadok (Zadoque) e de Pinchás (Finéias), O Eterno levanta a família de Judas Macabi, e uma revolta surge e a Mão do Todo Poderoso os fez prevalecer contra seus inimigos... Todo o processo estava em andamento, quando por fim retomaram O Templo do Eterno... A Paixão por Sua Presença de novo, os fez limpar toda a casa, e ao perceberem que havia apenas um recipiente de azeite para acender a Menorah com o lacre intacto, tiveram que tomar uma decisão:

 

Esperamos 7 dias para que novo azeite seja produzido e a Luz na Casa de Deus, não se apague mais, ou acendemos hoje, e amanhã Deus proverá? Eles devem ter dito: NÃO IMPORTA, DEUS VAI SER ADORADO HOJE! E... (NES GADOL HAYAH SHAM!)    Um grande milagre aconteceu lá!

O Azeite da Menorah não acabou por todas aquelas noites, até que uma nova safra estivesse pronta e consagrada. Deus multiplicou o que era Santo e Puro. Na verdade, o que Deus fez foi premiar os corações ZELOSOS, cheios de Paixão por Sua Presença!

 

A profecia de Zacarias, pode ter muitas interpretações, e um cumprimento futuro (como eu mesmo creio, com a manifestação de Elias e Moisés - NOVAMENTE - resistindo ao Anticristo), porém, em todas as gerações, sempre haverá A MENORAH entre os Ungidos e uma Fonte de Azeite.

A Menorah vista por Zacarias também foi vista por João em Patmos, possuía também os 7 braços, representando cada um deles as 7 igrejas, e YESHUA, aquele onde todas as igrejas estão unidas, porque são uma extensão Dele mesmo, são o seu  próprio Corpo.

Os Ungidos, porque dispõe de uma FONTE DE UNÇÃO, VERTEM DE SI MESMOS... AZEITE DOURADO!!!

 

Assim foi com Pedro, com João e com os discípulos; assim foi com Paulo e com Barbané; assim foi com Tímóteo, com Marcos, com Clemente e Eusébio. Assim foi com Hus, Lutero, Calvino e Wycliffe; assim foi com Wesley, Booth, Whitefield, Moody; assim foi com Seymour, Shakarian, Wigglesworth, Berg e Vingreen; assim foi com TL. Osborn, Kulmann, Hagin, Cerullo; assim tem sido com muitos amados que conhecemos e por quem temos sido abençoados nas últimas décadas... Porém, o descuido com a prosperidade dada por Deus à Noiva de Cristo, a simpatia buscada nos meios políticos e com os formadores de opinião; o desejo pelo poder que vai além do que emana da Cruz, mas, que toca a influência popular e política, tudo isso são "mais do mesmo", num processo de distanciamento e esfriamento, que vai acabar por permitir que O Templo seja novamente sujo, destruído, que os príncipes de Deus sejam levados ao Cativeiro e os tesouros de Deus vão parar em mãos estranhas... Ou não?!

 

Quem é que vai fazer história agora? Quem vai abrir a torneira da inesgotável fonte de Azeite? Quem é que de si mesmo verterá Azeite Dourado? Quem é que de novo vai manifestar PAIXÃO PELA SUA PRESENÇA?

 

Por fim alguns estudiosos pensam que as duas oliveiras (ou ramos de oliveira), falam dos judeus e não judeus, e se isso for assim, entendo que tanto no meio dos judeus quanto nos não judeus, precisamos de uma coisa só: Nos aproximarmos da Menorah, tão signifitiva pra eles, tão significativa pra nós. Um símbolo que representa O Rei dos reis, desonrado por eles, esquecido por nós.

 

Há uma fonte de unção pronta para fluir para cada um dos castiçais... A Multiplicação do Azeite só vai se dar quando entregarmos a Deus o que é PURO! O que temos certeza que não foi maculado. Só vai haver multiplicação se vencermos a Razão e dissermos pelo Espírito: NÃO IMPORTA! DEUS VAI SER ADORADO HOJE!

 

Paulo de Tarso, Apóstolo

Igreja Apostólica Betlehem

Please reload

Destaques

Da Apatia para o Zelo - O CAMINHO DA RESTAURAÇÃO

1/5
Please reload

Posts mais recentes

August 16, 2018

March 18, 2018

Please reload

Pesquisa por Tags
Siga-nos
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic