4ª LUZ - HANUKAH BETLEHEM

 

Depois de tanto tempo de opressão, violência, profanação, imaginem a alegria daquela família de Sacerdotes, no dia em que puderam retomar o Beit Hamikdash (O Templo).

 

Motivados e inspirados pelo seu pai, Matitiahu, empreenderam uma ação aparentemente suicida contra o governo estrangeiro, mas, foram sustentados pelo Braço forte do Nosso Deus.

 

A aparência da Casa era desoladora... O Santo dos santos estava aberto e uma imagem abominável do deus dos gregos, estava lá colocada com porcos sacrificados em sua homenagem. Esta sem dúvidas era uma figura do que ainda haverá de ocorrer em Jerusalém profetizado por Daniel, sobre a Abominação desoladora. 

 

Nas paredes da Casa de Deus, fezes de porcos, sujeira, podridão por todos os lados... O que fazer? Pergunte a qualquer dona de casa! A resposta seria: - "Vamos começar a limpar agora, pois uma hora vamos conseguir terminar!"

 

Foi assim, da mesma maneira que temos que permitir que Aquele que começou uma boa obra em nossa vida, possa concluí-la,  aqueles sacerdotes se empenharam em limpar e arrancar da Casa de Deus toda aquela sujeira, tirar tudo o que estava profanando o lugar. Eles destruiram o Altar dos Sacrifícios e construíram outro no local, enfim, houve um momento então que o trabalho todo chegara ao fim...

 

E agora? Vamos adorar! Foi certamente o que todos os Sacerdotes pensaram ao mesmo tempo.

 

A alegria dos sacerdotes em novamente poderem celebrar e adorar o nosso Deus durou pouco, pois quando foram buscar os recipientes de azeite puro usados para a acender a Menorah, só acharam um que estava cheio e lacrado.

 

Haviam outros. Alguns quebrados, mas, com um pouco de azeite, outros cheios, mas, com o lacre rompido. Comprovadamente puro, pois estava lacrado, só havia 1 (um).

 

O que fazer? Para que mais azeite pudesse ser produzido segundo a ordem do Templo eram necessários sete dias e então três possibilidades estavam diante deles:

 

1ª Esperar uma semana para que tivessem azeite novo e consagrado, para iniciar o Culto sem mais interrupções... Imaginem: - "Irmãos, Deus fez tantas coisas por nós, mas, nós vamos marcar um Culto de agradecimento a Ele daqui há uma semana. Vão para suas casas e semana que vem todos voltem e então vamos adorar a Deus".

 

O que você diria? NÃO! DEUS SERÁ ADORADO AQUI HOJE!

 

2ª Fazer algo bem significativo naquela noite inaugural e enquanto se produzisse mais azeite, poderiam usar qualquer azeite, porque Deus conhece o nosso coração não é? E vamos ser sinceros! Para Deus não precisa ser tudo certinho, certinho... O que importa é a intenção... Certo? E R R A D O ! ! ! ! ! ! ! !

 

A decisão deles: - "Não daremos ao Nosso Deus algo que não seja comprovadamente puro! NÃO IMPORTA O AMANHÃ, DEUS SERÁ ADORADO AQUI HOJE!

 

 

3ª Vamos acender a Menorah com azeite comprovadamente puro hoje e amanhã...

 

Eles não devem ter esperado a frase ser completada! O amanhã pertence ao ETERNO. A Menorah foi acesa e imaginem só a Festa que deve ter ocorrido aquela noite!

 

Os Salmos novamente foram entoados diante da Face do Nosso Deus. Novamente sacrifícios agradáveis a Deus foram oferecidos pela manhã, ao meio dia e à tarde, a Luz brilhava mais uma vez dentro da Casa de Deus... Imaginem as danças, a alegria, a celebração do povo que tinha sido liberto do seu opressor...

 

Talvez no final da manhã, alguns que passaram a noite em claro, tivessem a determinação de não dormirem enquanto a luz da Menorah não se apagasse...

 

Acabaram caindo de sono, pois, já era dia claro e a luz continuava brilhando...

 

Foi assim por toda aquela tarde, e então todos perceberam que havia alguma coisa errada, diferente... O Azeite que era suficiente por apenas uma noite, continuava a queimar... Um Milagre? SIM UM MILAGRE... Mas, até quando? 

 

Houve luz na casa de Deus, naquela segunda noite, e na terceira, quarta, quinta, sexta e sétima noite. No entardecer do oitavo dia quando a Luz pareceu querer apagar, já havia o azeite puro e consagrado ao Nosso Deus que tinha sido produzido segundo a ordem do Templo... UM GRANDIOSO MILAGRE!

 

Quando os sacerdotes decidiram entregar ao Nosso Deus apenas o Azeite que comprovadamente era Puro, percebemos que foi isso que Deus multiplicou!

 

ENTREGUE PUREZA AO NOSSO DEUS!

 

O que foi consagrado a Ele comprovadamente Puro, foi o objeto da Multiplicação.

 

Um dia uma viúva procurou o Profeta Eliseu, pois seus filhos estavam para ser vendidos como escravos, por conta das dívidas. Ela manifestou fé declarando que não tinha nada em casa, SENÃO, um pouco de azeite!

 

Um garotinho qualquer tinha levado cinco pães e dois peixinhos, e quando Jesus pediu para lhe apresentarem o que havia para se comer no meio daquela multidão, só aquele menino tinha algo que certamente o sustentaria, mas, nas, mãos do Senhor, algo muito maior estava para ocorrer.

 

Esta singeleza de confiar, entregar, de não abrir mão do que é puro, do que é digno, do que é verdadeiro... Também é um combustível!

 

Assim como o Azeite mantinha a Menorah acesa, sua Fé te manterá aceso diante deste mundo de trevas!

 

NÃO IMPORTA!

DEUS SERÁ ADORADO HOJE!

 

NÓS SOMOS A LUZ DO MUNDO!

BRILHE A VOSSA LUZ!

 

 

Please reload

Destaques

Da Apatia para o Zelo - O CAMINHO DA RESTAURAÇÃO

1/5
Please reload

Posts mais recentes

August 16, 2018

March 18, 2018

Please reload

Pesquisa por Tags
Siga-nos
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic