Ministério Apostólico

O primeiro dos ministérios de Fundamento da Igreja de Cristo, dado por Jesus para que a Igreja chegue à estatura do Varão Perfeito, sendo ao mesmo tempo uma família para o Pai, uma Noiva para o Filho e um Corpo para O Cristo.

Entendemos que cabe ao Ministério Apostólico:

  • Gerar Paternidade na Igreja e despertar ministérios;
  • Através da Autoridade que lhe foi confiada promover a expansão do Reino de Deus, através da Guerra Espiritual;
  • Cuidar da execução da Missão que lhe foi dada, ou à uma igreja, através da Visão que Cristo lhe concedeu;
  • Servir O Corpo de Cristo e a Sociedade onde a Igreja está inserida, e através deste serviço adquirir e exercer Autoridade da parte de Deus.

Assim como o apóstolo Paulo de Tarso Fernandes, foi levantado por Deus para gerar paternidade sobre os ministros de nossa casa e sobre a Igreja Betlehem, e também sobre muitos ministros de toda a nação que foram chamados para Edificar a Igreja de Cristo em suas cidades e regiões, também ele está debaixo da paternidade e autoridade do Ap. Arles Marques, que também é um homem sujeito a autoridade, filho ministerial do Ap. Rony Chavez de Costa Rica.

Sendo assim, vemos um vínculo de autoridade e submissão, que nasce no Trono de Deus, e que respalda os nossos ministros de que genuinamente a autoridade com que ministram vem do Pai.



Também a Igreja Betlehem, está ligada à uma Rede Apostólica, chamada RAMC - Rede Apostólica de Ministérios Cristãos, que por sua vez faz parte da COALIZÃO APOSTÓLICA E PROFÉTICA BRASILEIRA, estando esta sujeita ao CONSELHO APOSTÓLICO BRASILEIRO, grupo formado de 15 Apóstolos, que são uma voz Apostólica e Profética, além de serem chamados por Deus, como um cobertura sobre a nossa nação. O Ap. Paulo de Tarso, é um dos integrantes deste grupo de servos.