PURIM

Cerca de 2500 anos atrás,depois do Cativeiro Babilônico, mas, sob o domínio do Império Medo-Persa,quando todas as profecias de Daniel estavam cumprindo-se e o poderio de Xerxes, o Grande, estendia-se por mais de 127 províncias. Historicamente antes de uma investida com o desejo de ampliar ainda mais seu Reino, com um ataque maciço ao Sul do futuro Império Grego. Achashverosh (Assuero aportuguesado), nome Bíblico do Imperador Xerxes, reúne na capital do Império Susã, todos seus governadores e exércitos para tal investida. Numa festa cheia de excessos que culmina com a destituição de sua rainha Vasti, depois que recusou a se apresentar-se diante dos convidados certamente embriagados do Rei, Xerxes levanta-se com toda a fúria em sua investida militar.

Cerca de seis anos depois, espaço não compreendido entre os versículos bíblicos, diante da mais vexatória derrota a que foi submetido, Assuero, ordena o que talvez chamaríamos de um Concurso de Beleza, para que ele escolhesse a futura Rainha de todo o Império. Começa aí a saga de Ester, nome que significa Estrela, e que indicava um brilho poderoso de uma jovem que nasceu baixo um propósito de Deus. Como judia recebeu o nome de Hadassa que é o nome de uma planta que possui um delicioso perfume, porém tem um sabor tão amargo quanto o fel. Assim foi Hadassa Ester. Doce para seu Deus e seu povo, e amarga como fel, para seus inimigos e para os inimigos de Deus.


Criada por um primo, muito mais velho, chamado Mordechai, Ester, aprende a esconder sua identidade para que não viesse a ser perseguida como seus antepassados. Quando soube do Concurso que premiaria a escolhida pelo Rei com a coroa, Ester é orientada e direcionada por Mordechai, a inscrever-se sem relatar sua identidade de serva do Deus Altíssimo.

Ainda que ninguém percebesse, Deus estava ali escrevendo a história de Amor com seu povo, e preparava com o estabelecimento de Ester, algo maravilhoso que ainda estava por vir.


Surge nestes dias um homem chamado Hamam, um amalequita (povo que odiava o povo de Deus desde os dias do deserto), que alcança o cargo máximo no império Medo-Persa, abaixo apenas do Imperador.

Hamam, não se conforma que Mordechai, por seu judeu e temente a Deus, não se prostrasse diante dele, e seduz o Imperador, para confirmar um decreto de perseguição e morte até a extinção final do povo judeu, já que este povo só se prostrava diante do Seu Deus.


Mordechai entendendo que Ester foi colocada por Deus naquela posição, justamente para esta hora, motiva aquela que ele criara como filha, a entrar na presença do Rei e clamar por todo o povo. Ester sabia, que se o rei não aceitasse tal intromissão ela pagaria com a morte e portanto conclama todo o povo que jejue com ela por uma resposta celestial.

Findo o jejum, encheu-se de ousadia e foi até a presença do Rei, que a recebeu, e descobriu a terrível cilada que Hamam, havia engendrado contra o povo de Deus e até contra a própria Rainha. Não podendo revogar, o decreto, Assuero, permite que todo o povo de Deus defenda-se contra toda e qualquer ameaça, e toda aquela situação de morte foi convertida em alegria e Festa.
Purim quer dizer sortes, porque foi através de um jogo de pedras chamado Pur, que Hamam achou que teria selado o destino do povo de Deus. Mas o Deus Altíssimo é Aquele que muda a sorte do seu povo!

Um dos momentos mais engraçados desta história, se dá quando Hamam, que pretendia numa forca enorme pendurar seu inimigo Mordechai, é enforcado nela, depois de ter desfilado por toda a cidade proclamando em alto e bom tom:
É ASSIM QUE SE FAZ AO HOMEM A QUEM O REI DESEJA HONRAR!

Como e porque celebramos esta festa?

No livro bíblico de Ester, que conta toda esta trajetória, todos os personagens estão escondidos...

Deus, O Todo Poderoso, não tem seu Nome escrito nem sequer uma vez em toda a Narrativa, mas, seu Poder incomparável, é manifesto em cada segundo da história.


Ester, uma judia, que esconde-se atrás da coroa.
Assuero, é o rei, mas, não governa coisa alguma.


Hamam, malicioso e perverso, domina o rei, e o obriga a tomar posições que nem sabe que implicações gerariam.


Moderchai, sábio, dirigido pelo Espírito Santo de Deus, cuidadosamente, vestido de saco e coberto de cinza na porta do Palácio, é quem realmente, dirige através do Poder de Deus tudo o que se passa nesta empolgante história de Deus com o seu povo.

Todos então estão fantasiados! E por isso, em todo mundo, desde aqueles dias, celebra-se esta linda e alegre festividade, em que nos lembramos que O Nosso Deus, ainda que pareça distante, sempre está bem perto no dia da angústia.
O mesmo Deus Eterno, daqueles dias É hoje, e O Será eternamente.

Ele é o Único Deus que muda a sorte do seu povo. Te convidamos então: Tome uma fantasia, e vamos juntos lembrar da história da Rainha Ester, dançar, cantar, e louvar ao Deus da Nossa vida, Deus da Nossa Salvação!

Essa é a hora da Igreja de Cristo no Brasil clamar pelo seu povo diante do Trono da Graça. Quem sabe se não foi para este Tempo que Deus a levantou...

 

Leia um artigo muito interessante sobre o Silêncio de Deus em determinados momentos de nossas vidas...

DECRETOS DE PURIM - 2019.jpg

O Apóstolo Paulo de Tarso escreveu um livro com revelações incríveis sobre como Deus usou Mordecai e Ester juntos para mudar a sorte do seu povo, figuras dos 5 ministérios e da Igreja de Cristo em nossos dias...

Você poderá adquirir o Livro: "ESTER, é a hora de brilhar", em nossa igreja ou diretamente no site da Editora, clicando na imagem ao lado.