YAMIM NORAIM - Os dias temíveis

 

Dentro do Calendário Bíblico das Festas, aparecem duas datas muito importantes, porque pertencentes ao Sétimo mês, apontam para a Chegada do Tempo de Celebração da Festa de Tabernáculos (SUCOT). 



Estes dias no entanto são chamados de Dias temíveis, porque enquanto A Festa de Tabernáculos, fala do Tempo em que Cristo reinará nesta Terra por Mil anos, os YAMIM NORAIM, falam do grande Julgamento pelo qual esta Terra passará até que todos os Reinos passam a ser do Nosso Deus e do Seu Cristo.



O profeta Joel, falando sobre estes dias anuncia para Tocarem a Trombeta em Sião. O primeiro dia do Sétimo mês, é também conhecido como YOM TERUÁ - O dia em que O Shofar é tocado para anunciar o início deste mês tão importante. 



Este toque segundo o profeta, é para congregar o povo para uma Santa Convocação, uma Assembléia Solene, com Jejum, choro e humilhação diante de Deus. Ele aponta em sua profecia para uma época e para uma assolação que este mundo verá, e que a única saída para o povo de Deus, é voltar-se para O Seu Criador.



No décimo dia do Sétimo mês do Calendário Bíblico temos o YOM KIPUR, O dia da Cobertura, o Dia em que O Sumo Sacerdote entrava na Santidade das Santidades, para derramar o Sangue do sacrifício, e para invocar o Nome do Eterno. Este dia era justamente um dia de grande quebrantamento nacional, como ainda o é hoje em todas as comunidades judaicas ao redor do Mundo.



 É como se todos os anos durante as gerações, Deus, fizesse o seu povo ensaiar, participando destes dias, para um tempo em que a única solução para eles, será confiar e depender de Deus. O Dia do Toque do Shofar, e este instrumento de som agudo e estridente, que tornou-se comum também no meio do povo cristão, é encarado ainda hoje por alguns como algo místico, mas, que ninguém se diga desavisado, porque de fato A Trombeta tem sido tocada para que o povo de Deus desperte.